Evento Anual do Programa Brasileiro GHG Protocol divulga resultados e número recorde de inventários

Foram analisadas as emissões de gases de efeito estufa de 128 empresas de 16 setores da economia brasileira 21/08/2014
COMPARTILHE

O Centro de Estudos em Sustentabilidade (GVces) da Escola de Administração de Empresas de São Paulo (FGV-EAESP) irá divulgar no dia 7 de agosto, no Hotel Intercontinental, na capital paulista, os resultados da 6ª edição do Programa Brasileiro GHG Protocol - a maior iniciativa voluntária nacional para a mensuração e relato de emissões corporativas de gases de efeito estufa (GEE).

Este ano, serão divulgados os inventários das emissões de GEE de 128 organizações, relacionados a 16 setores da economia. Os dados referem-se às atividades dessas empresas em 2013 e podem ser consultados no site: www.registropublicodeemissoes.com.br

O Programa Brasileiro GHG Protocol também atua na formação de gestores e incentiva as organizações a mensurar e gerir suas emissões de gases do efeito estufa, com o objetivo de consolidar uma economia de baixo carbono no país.

Vale ressaltar que o Programa Brasileiro, além de ser o método mais utilizado no mundo para contabilizar e relatar emissões de GEE, também tem desenvolvido ferramentas e incentivado o setor público na criação de políticas nacionais e subnacionais. Atualmente, as regulações que entraram em vigor em São Paulo, Rio de Janeiro e as iniciativas voluntárias de Minas Gerais e do Paraná foram baseadas na metodologia do GHG Protocol.

As discussões promovidas pelo Programa Brasileiro junto às empresas neste ciclo de atividades abordaram as semelhanças entre os ambientes voluntários e regulados no Brasil, no contexto da redução de emissões de GEE, e os desafios e oportunidades para as empresas nesse cenário de transição para a economia de baixo carbono.

Enquanto alguns setores passaram a ser regulados e possuem o compromisso de enviar seus dados de emissões, outros permanecem apenas como voluntários como as empresas de serviço e organizações públicas. Essas organizações continuam com forte participação em programas voluntários que medem a emissão de GEE como o Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE), Índice Carbono Eficiente (ICO2), Carbon Disclosure Project (CDP), Global Reporting Initiative (GRI), entre outros.

Mostrar que a participação das empresas nesses índices e também no Registro Público de Emissões podem gerar benefícios tem sido um dos focos do Programa Brasileiro GHG Protocol em seus ciclos de atividades.

Caro jornalista, para acompanhar o evento é preciso fazer credenciamento por e-mail ou pelo telefone (11) 3284-6147.

 

Programação

09h00 Cadastramento e recepção
09h30 Divulgação dos resultados do 6º ciclo do Programa Brasileiro GHG Protocol
10h30 Café
11h10




Painel: A relevância da gestão de gases de efeito estufa na cadeia de fornecedores e os impactos das regulações vigentes
- Rachel Biderman, diretora executiva do WRI Brasil
- Juliana Lopes, diretora da CDP Latin America
- Suenia Souza, gerente do Centro Sebrae de Sustentabilidade
12h30 Encerramento
 
Serviço
Evento Anual do Programa Brasileiro GHG Protocol
Data: 7 de agosto de 2014.
Horário: Das 9h – 12h30
Local: Hotel Intercontinental, Alameda Santos, 1123.
Informações e inscrições: www.fgv.br/ces/ghg
 
Sobre o GHG Protocol
O Programa Brasileiro GHG Protocol é voluntário e incentiva a contabilização e publicação de inventários de emissões de gases de efeito estufa (GEE). Tem por objetivo estimular esta cultura no Brasil, tornando acessíveis instrumentos e padrões de qualidade internacional. Desenvolvido em 2008 pelo GVces, em parceria com o World Resources Institute (WRI) e o Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), e com o apoio do Ministério do Meio Ambiente (MMA) e da Embaixada Britânica no Brasil, já conquistou avanços significativos. Saiu de 23 corporações participantes no primeiro ciclo, das quais 12 desenvolveram inventários do selo Bronze, nove do selo Prata e apenas duas do selo ouro para 128 inventários em 2013.
 
Sobre o GVces
Criado em 2003, o Centro de Estudos em Sustentabilidade (GVces) da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP) atua na formulação e acompanhamento de políticas públicas, na construção de instrumentos de auto-regulação e no desenvolvimento de estratégias e ferramentas de gestão empresarial para a sustentabilidade, no âmbito local, regional, nacional e internacional. Essa atuação acontece por meio de atividades: (i) de educação formal e informal; (ii) de pesquisa aplicada e publicações; (iii) de promoção do debate, mobilização e sensibilização da sociedade para o tema; (iv) de comunicação; (v) e de intercâmbio de experiências e informações, que disseminem conceitos e práticas de sustentabilidade em todas as suas dimensões.
 
Sobre a FGV-EAESP
Criada em 1954, a Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP) foi a primeira escola de administração fundada na América Latina e mantém uma longa tradição na formação de líderes na área empresarial, governamental e acadêmica. Conhecida como um dos centros acadêmicos de maior prestígio nas áreas de Negócios e Administração Pública, a Escola se caracteriza pelo constante desenvolvimento de pesquisas e estudos pioneiros e pela vanguarda do conhecimento aplicado, divulgados em publicações e projetos realizados em seus diversos Centros de Pesquisas. Nos últimos anos, vários programas de seu portfólio de cursos foram listados em diversos rankings nacionais e internacionais. A FGV-EAESP se destaca como a Melhor Escola de Negócios no Brasil, com nota máxima na avaliação do MEC e como a 1ª instituição da América Latina e uma das poucas no mundo a obter a tríplice acreditação internacional de qualidade de ensino, que inclui o reconhecimento das seguintes agências: AACSB, EFMD e AMBA.
 
Informações para a imprensa:
Insight Engenharia de Comunicação e Marketing
Luana Magalhães - luana.magalhaes@insightnet.com.br
Hanna Zamboni – hanna.zamboni@insightnet.com.br
Gisele Ribeiro – gisele.ribeiro@insightnet.com.br