FGVces na Semana do Clima da ONU em Salvador

23/08/2019
COMPARTILHE

Entre 19 e 23 de agosto, ocorreu em Salvador a Semana do Clima da América Latina e Caribe. Organizado anualmente pela ONU, Banco Mundial, BID e demais parceiros, as semanas do clima são eventos regionais que buscam impulsionar ações de combate à mudança do clima na América Latina e Caribe, África e Ásia-Pacífico, considerando as particularidades de cada localidade. Nesse ambiente colaborativo, atores da academia, sociedade civil, setor empresarial e governo dialogam, trocam experiências e buscam soluções conjuntas, abordando questões variadas sobre o tema.

Na Semana do Clima em Salvador, terça-feira foi o dia da precificação de carbono. Pela manhã, o FGVces participou de um painel temático intitulado: “A Comunicação da precificação de carbono para promoção do amplo e permanente apoio de partes interessadas”. O Painel, que contou também com a participação de representantes do Banco Mundial, CEBDS, Libelula (Peru) e Mexico2 (México), ofereceu contribuições sobre estratégias eficazes para a comunicação dos riscos e oportunidades associados à precificação de carbono, com base em experiências e lições aprendidas nas Américas.


No Painel, Guilherme Lefèvre, gestor da Simulação de Sistema de Comércio de Emissões do FGVces, apresentou a Iniciativa e comentou sobre os esforços de comunicação e engajamento junto ao setor empresarial. De acordo com Guilherme, “a Simulação busca capacitar empresas para tomar parte em discussões qualificadas sobre o papel de instrumentos de precificação de carbono na política de mudança do clima no Brasil. Para tanto, a comunicação do tema deve passar por uma tradução de noções conceituais e termos áridos para uma linguagem mais palatável e aplicável às perspectivas empresariais”.  

Os resultados da Semana do Clima em Salvador servirão de insumo para as próximas rodadas de discussões e deliberações no âmbito da Convenção do Clima da ONU, em especial a Cúpula de Ações Climáticas 2019 e a Conferência do Clima em Santiago (COP25).