Grandes Obras na Amazônia - Relato 2ª Reunião de Trabalho GT Instrumentos Financeiros (maio/2016)

COMPARTILHE

Uma das ideias mais recorrentes no debate sobre grandes empreendimentos na Amazônia gira em torno da necessidade de preparar os territórios que os recebem, inclusive antecipando investimentos, de modo a amenizar os impactos sobretudo ligados ao aumento populacional típico desses contextos. A provocação que iniciou a discussão do Grupo de Trabalho (GT) Instrumentos Financeiros, no dia 09 de maio de 2016, em São Paulo, parte desse diagnóstico em direção a desdobramentos práticos: de onde viriam os recursos? Quem investe? Quem executa? Com que tipo de governança? E como se promove coesão entre o investimento prévio e objetivos de longo prazo para o desenvolvimento local?

Acesso à publicação