Multiplicando as ideias da EPC: Suzano promove "Celsius - O Desafio dos 2º" junto a sua cadeia de fornecedores

Essa é mais uma empresa membro da EPC que faz uso desse recurso lúdico para difundir conceitos sobre economia de baixo carbono e mudanças climáticas. 11/06/2012
COMPARTILHE

Celsius é jogado por fornecedores da Suzano

Bruno Toledo

 
Um dos principais objetivos da Plataforma Empresas pelo Clima (EPC) é sensibilizar as lideranças empresariais sobre a necessidade de gerir e reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) das empresas brasileiras. Este esforço de conscientização é essencial para a mobilização e a articulação destes atores em torno de soluções inovadoras que orientem o Brasil para uma economia de baixo carbono.
 
Nesse sentido, o EPC desenvolveu o “Celsius – O Desafio dos 2º”, um jogo de tabuleiro onde o objetivo é engajar e articular os esforços de empresas em torno de iniciativas que reduzam suas emissões corporativas de GEE e aquelas associadas a decisões de Governo, de forma que se impeça o aumento da temperatura global em 2º Celsius, ao mesmo tempo em que buscam a geração de valor nos seus negócios. O jogo foi elaborado por José e Fabiano Onça da Fabiano Onça Games, especialistas na criação de jogos para empresas e agências de publicidade, e foi apresentado aos membros do EPC na última oficina de articulação e engajamento realizada no final de abril na FGV-SP.
 
Para aqueles que participaram da oficina, a experiência do jogo foi bastante positiva. “Esta é uma ferramenta nova, que envolve e entusiasma os participantes em torno de um desafio prático da realidade das empresas no contexto das mudanças climáticas", aponta Ana Maria Jimenez, analista de sustentabilidade da Suzano Papel & Celulose. “Logo percebi que poderíamos utilizar o jogo também com nossos fornecedores, como uma forma de tornar mais claros para eles os desafios que já enfrentamos em matéria de mudanças climáticas, e de mobiliza-los em torno desta problemática”.
 
Assim, a Suzano Papel & Celulose organizou uma sessão do jogo “Celsius – O Desafio dos 2º” para empresas de sua cadeia de suprimentos no último dia 31 de maio, com o apoio dos desenvolvedores do tabuleiro. Desde o ano passado, a Suzano trabalha temas de economia de baixo carbono com sua cadeia de suprimentos, em ações que integram um compromisso da empresa firmado com a adesão ao projeto de supply chain da Carbon Disclosure Project (CDP). “Como uma grande empresa, a Suzano questiona seus fornecedores quanto às práticas e os procedimentos em matéria de emissões de carbono”, explica Ana Maria. Em 2011, a empresa convidou alguns de seus fornecedores, selecionados a partir de seu perfil em questões de sustentabilidade, para participar de palestras e treinamentos sobre inventários de GEE.
 
Neste ano, a Suzano ampliou seu trabalho com os fornecedores, adotando uma perspectiva mais consistente de conscientização e de mobilização de sua cadeia de suprimentos. “Queremos disseminar o que sabemos, queremos passar o conhecimento para todos na nossa cadeia de valor, e o jogo serviu como uma ferramenta nova e bastante interessante de realizar isto junto aos nossos fornecedores”. Segundo Ana Maria, “o próximo passo será aplicar o jogo dentro da nossa empresa, com a participação de diferentes setores e departamentos da Suzano”.
 
Para as empresas que participaram da sessão do “Celsius – O Desafio dos 2º” na Suzano, a experiência foi igualmente positiva. "O jogo estimula a interação entre os jogadores, com cada um expondo sua visão e trocando ideias", opina Marcelo Scheffer, gerente comercial da Henkel. Para Márcia Sakamoto, do setor de sustentabilidade da Siemens, "o jogo não fica apenas no tabuleiro, ele é um jogo de colaboração, sendo que o resultado final não dependia de um ficar na frente do outro; as nossas metas individuais eram o menos importante".
 
Fotos: Luiza Xavier (GVces)