Novo olhar para os desafios reais das empresas

26/03/2014
COMPARTILHE

Alunos da disciplina Formação Integrada para Sustentabilidade utilizam vivência em campo para transformar obstáculos de alta complexidade em oportunidades de inovação e criação de valor no contexto empresarial
 
Fisers. Nada melhor do que um apelido quando jovens estão envolvidos em algum desafio. Neste caso, são os alunos da disciplina Formação Integrada para Sustentabilidade (FIS), da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP), que são provocados a construir soluções para problemas reais de empresas. As propostas são várias, de investir ou não em projetos como o da Usina Hidrelétrica de Belo Monte; decidir se envolver com a estruturação de um parque tecnológico em São Paulo ou ainda orientar produtores de cosméticos a buscar formas de explorar a biodiversidade brasileira, compartilhando benefícios com as comunidades envolvidas na extração de matéria-prima.
 
Independente da provocação, os fisers são incentivados, por meio de uma abordagem transdisciplinar, a trabalhar na construção coletiva de conhecimento voltado para a inovação, sustentabilidade e desempenho da empresa no mercado. “A ideia é que os alunos tenham contato com a imbricada rede de elementos que envolve as decisões de negócio no contexto da sustentabilidade e que apresentem propostas a partir de um olhar jovem e inovador para a construção de soluções”, explica Érica Gallucci, uma das responsáveis pelo curso e coordenadora do FIS.
 
A cada semestre são realizados incursões de campo e encontros com mentores, que têm o papel apoiar no desafio, tanto de estudo quanto da vivência prática. Em seu quarto ano, o projeto idealizado pelo Centro de Estudos em Sustentabilidade (GVces) tem como perspectiva a formação de novos líderes empresariais. “O objetivo é preparar esses jovens para lidar com um ambiente de negócios onde desafios de alta complexidade escondem oportunidades de inovação e criação de valor, bem como uma nova perspectiva de atuação colaborativa e integrada dentro de um mercado extremamente competitivo”, define Érica Gallucci.
 
As empresas interessadas em apresentar desafios para a Formação Integrada para Sustentabilidade podem entrar em contato diretamente com a pesquisadora pelo e-mail: erica.gallucci@fgv.br.
 
Para conhecer os casos que já fizeram parte da trajetória do FIS e saber mais sobre a iniciativa acesse: http://www.fgv.br/ces/fis
 
Sobre o GVces
Criado em 2003, o Centro de Estudos em Sustentabilidade (GVces) da Escola de Administração de Empresas da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP)  atua na formulação e acompanhamento de políticas públicas, na construção de instrumentos de auto-regulação e no desenvolvimento de estratégias e ferramentas de gestão empresarial para a sustentabilidade, no âmbito local, regional, nacional e internacional. Essa atuação acontece por meio de atividades: (i) de educação formal e informal; (ii) de pesquisa aplicada e publicações; (iii) de promoção do debate, mobilização e sensibilização da sociedade para o tema; (iv) de comunicação; (v) e de intercâmbio de experiências e informações, que disseminem conceitos e práticas de sustentabilidade em todas as suas dimensões. www.fgv.br/ces 
 
Sobre a FGV-EAESP
Criada em 1954, a Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getulio Vargas (FGV-EAESP) foi a primeira escola de administração fundada na América Latina e mantém uma longa tradição na formação de líderes na área empresarial, governamental e acadêmica. Conhecida como um dos centros acadêmicos de maior prestígio nas áreas de Negócios e Administração Pública, a Escola se caracteriza pelo constante desenvolvimento de pesquisas e estudos pioneiros e pela vanguarda do conhecimento aplicado, divulgados em publicações e projetos realizados em seus diversos Centros de Pesquisas. Nos últimos anos, vários programas de seu portfólio de cursos foram listados em diversos rankings nacionais e internacionais. A FGV-EAESP se destaca como a Melhor Escola de Negócios no Brasil, com nota máxima na avaliação do MEC e como a 1ª instituição da América Latina e uma das poucas no mundo a obter a tríplice acreditação internacional de qualidade de ensino, que inclui o reconhecimento das seguintes agências: AACSB, EFMD e AMBA. www.fgv.br/eaesp 
 
Informações à imprensa:
GWA Comunicação Integrada
Kelly Souza – kelly.souza@gwacom.com  (11) 96620-2234
Lilian Araujo –– lilian@gwacom.com - (11) 97171-7138