Poder público e consumo de madeira: desafios e alternativas para a gestão responsável da madeira amazônica

COMPARTILHE

A Rede Amigos da Amazônia (RAA) busca a construção de sinergias entre governos, empresas e sociedade civil voltadas para ações e políticas de sustentabilidade na produção e no consumo de produtos florestais amazônicos. Para tanto, vem envolvendo um grande número de atores interesaados em contribuir com políticas e práticas que criem condições para o cumprimento da legalidade e a verificação de critérios de sustentabilidade nas atividades econômicas amazônicas.
 
Nesse contexto, conceitos como os de consumo responsável, licitações sustentáveis e produção sustentável vêm sendo assimilados pelos diferentes setores da sociedade em busca de uma adequação às novas exigências dos consumidores, dos órgãos regulatórios e da opinião pública nacional e internacional.
 
A articulação em rede permite a troca de conhecimento, na qual os mais avançados podem auxiliar os ainda em desenvolvimento, disseminando as práticas, trocando informações e empoderando os participantes do tema.
 
Temas complexos, como a ilegalidade da madeira, entre outros desafios relacionados às cadeias produtivas de produtos florestais da Amazônia, exigem esforços integrados e olhares ampliados para se chegar a soluções concretas.
 
A publicação Poder Público e Consumo de Madeira - Desafios e alternativas para a gestão responsável da madeira amazônica é mais um instrumento colocado à disposição de técnicos e gestores públicos visando à troca de experiências através de exemplos práticos de uma atuação responsável frente à madeira nativa tropical.
 
Mario P. Monzoni Neto, Coordenador do Centro de Estudos em Sustentabilidade da FGV-EAESP

Acesso à publicação