Publicações GVces em 2013

Confira abaixo os nove estudos produzidos pelo GVces ao longo de 2013 sobre temas como economia de baixo carbono, desenvolvimento local, resíduos e pós-consumo, políticas fiscal verde, entre outros. 30/12/2013
COMPARTILHE

 
À direita você encontra as onze edições da Revista Página 22 publicadas em 2013. Clique nos links para acessar os pdfs gratuitamente.
 
 
 


O Monitoramento, Relato e Verificação (MRV) é a base de procedimentos e diretrizes que permitem o monitoramento das emissões através da contabilização, quantificação e divulgação de informações acuradas e devidamente analisadas de forma a determinar: quem emitiu quais GEE, a partir de quais fontes e como se comportou com relação às suas obrigações

Um sistema de MRV, além de oferecer suporte no desenho de instrumentos econômicos, também pode apresentar outros objetivos, tais como orientação e avaliação de políticas já existentes e o suporte à construção de novas políticas públicas.

Embora a discussão sobre precificação de carbono no Brasil ainda esteja em estágio inicial, um programa robusto de MRV, ao coletar e disponibilizar aos formuladores de políticas públicas informações seguras e com alto nível de detalhes, é uma ferramenta de extrema valia para a escolha das melhores alternativas e para uma compreensão profunda e atual do perfil de emissões do país como um todo, inclusive no contexto atual de compromissos nacionais e subnacionais de redução das emissões de GEE.

Acesso à publicação

 

 

 

As principais características de um sistema de relato de emissões de GEE para um mercado de carbono no Brasil são foco do volume "Sistema Nacional de Relato de Emissões de Gases de Efeito Estufa". Relatar emissões de GEE de forma precisa, eficiente e confiável é essencial para o funcionamento adequado de um programa de MRV inserido em um sistema de comercialização de permissões de emissão.

Acesso à publicação

 
 
 
 
 
 
 


A última parte do estudo apresenta os conceitos para compreensão dos principais elementos para a construção e funcionamento de um programa cap-and-trade, suas hipóteses e limitações, destacando possíveis dispositivos que devem ser considerados para o caso brasileiro. Traz também lições observadas em iniciativas internacionais e procura avaliar, de forma preliminar, a adequação de um sistema de comércio de emissões para o Brasil.

Acesso à publicação

 
 
 
 
 

O presente relatório busca compilar e descrever as ferramentas existentes para avaliação de política fiscal, visando capturar seu impacto sobre as mudanças climáticas (potencial de redução de emissões de Gases de Efeito Estufa - GEE), desempenho econômico (potencial de crescimento do Produto Interno Bruto - PIB) e potencial de criação de empregos.

O projeto "Green Fiscal Policy in Brazil" tem por objetivo munir o elaborador de políticas públicas de informações sobre os instrumentos de política fiscal em uso no Brasil, em especial os tributos, que possuem potencial para promover uma economia verde.

Acesso à publicação

 
 
 
 


O objetivo da TeSE em seu primeiro ciclo de atividades (2013) foi avançar na construção de ferramentas de apoio à gestão empresarial para valoração de suas vulnerabilidades e impactos sobre o capital natural, em especial as externalides. Desenvolvida com o apoio da The Nature Conservancy (TNC) e da Conservação Internacional (CI-Brasil), esta publicação sistematiza os trabalhos de 2013 e apresenta a primeira versão de Diretrizes Empresariais para a Valoração Econômica de Serviços Ecossistêmicos.

 

Acesso à publicação

 
 

 

Com apoio da Childhood Brasil e da Direito GV, a proposta da IDLocal em seu primeiro ciclo de atividades foi tratar da proteção integral de crianças e adolescentes no contexto da instalação de grandes empreendimentos no Brasil, com foco na atuação das empresas responsáveis por estes projetos. O objetivo foi produzir diretrizes sobre como as empresas podem preparar, por meio da atuação conjunta com outros stakeholders, os territórios que recebem grandes empreendimentos para garantir essa proteção integral.
 
Esta publicação apresenta o contexto amplo do tema de proteção da infância e juventude, incluindo o cenário internacional, e como esse tema vem sendo tratado na gestão empresarial, além de mapear os desafios e oportunidaes para as crianças e adolescentes dos territórios que recebem grandes empreendimentos. Finalmente, são tratados os papéis e responsabilidades das empresas frente aos principais fatores de risco associados e é apresentado uma proposta de Diretrizes Empresariais para Proteção Integral de Crianças e Adolescentes no Contexto de Grandes Empreendimentos.
 
 
 
 

Inovação e Sustentabilidade na Cadeia de Valor: Resíduos e Pós-Consumo

 

O projeto ISCV se debruçou sobre resíduos e pós-consumo, um tema importante para o Brasil, no qual a Política Nacional de Resíduos Sólidos estabelece metas e diretrizes para a gestão e gerenciamento compartilhados de resíduos sólidos, envolvendo governos, empresas e população. Nesse contexto, o trabalho de ISCV em 2013 procurou contribuir para uma visão sistêmica da gestão de resíduos, identificando oportunidades de inovação no relacionamento entre os atores e nas práticas de sustentabilidade a jusante da cadeia.

Além de refletir sobre o panorama brasileiro no tema, esta publicação também traz nove casos de inovação em sustentabilidade no campo de resíduos e pós-consumo de pequenos e médios empreendimentos na cadeia de valor de grandes empresas brasileiras.

Acesso à publicação

 

 

Propostas Empresariais de Políticas Públicas para uma Economia de Baixo Carbono no Brasil: Energia Elétrica

 

O objetivo deste artigo é destacar as soluções em tecnologia da informação e comunicação (TIC) que estão sendo implementadas no Brasil para a redução das emissões de gases de efeito estufa (GEE) e gestão de riscos climáticos, bem como identificar tendências e oportunidades que podem ser exploradas nos próximos anos. O mapeamento das soluções que estão sendo desenvolvidas e implementadas pelas empresas no Brasil, especialmente as empresas membro da EPC.

 

 
 
 
 
 

Este estudo desenvolvido pela EPC em 2013 propõe a construção de uma economia de baixo carbono para o setor elétrico brasileiro a partir do ponto de vista do setor empresarial. Baseadas no contexto nacional de geração, distribuição e transmissão de energia elétrica no Brasil e no trabalho desenvolvido pela EPC em conjunto com suas empresas-membro, as propostas empresariais apresentadas visam uma maior sustentabilidade da matriz elétrica nacional, desde a geração até o consumo final.

 

Acesso à publicação