Serviços Ecossistêmicos e Gestão Empresarial

28/05/2019
COMPARTILHE

Serviços Ecossistêmicos relacionados aos negócios - Ciclo 2018

Em 2018, foram desenvolvidos oito casos, quatro dos quais se encontram em uma publicação específica sobre avaliação de projetos de usos alternativos para as áreas de faixa de segurança de uma empresa de transmissão de energia, e quatro estão descritos nesta publicação.

 

 

Diretrizes empresariais para a valoração econômica de serviços ecossistêmicos - Versão 3.0

Esta é a terceira versão das Diretrizes Empresariais para Valoração Econômica de Serviços Ecossistêmicos (Devese 3.0), resultado do trabalho desenvolvido na iniciativa empresarial Tendências em Serviços Ecossistêmicos, TeSE. Estas diretrizes foram criadas com o intuito de orientar a elaboração de análises simplificadas de valoração econômica de serviços ecossistêmicos, as quais sirvam de subsídio para a tomada de decisões empresariais estratégicas e táticas.

 

 

Caso empresarial de valoração econômica de serviços ecossistêmicos - Eletropaulo

Este estudo surgiu neste contexto e busca aprofundar a aplicação dos métodos de valoração de serviços ecossistêmicos em análises de viabilidade econômico-financeira no desafio real empresarial proposto pela Eletropaulo de avaliar os usos alternativos das áreas de faixa de segurança das linhas de subtransmissão da empresa. Este caso empresarial é ancorado pelas Devese 3.0 e descreve as experiências do processo de execução; as premissas, cálculos e resultados dos projetos avaliados; e apresenta as reflexões e lições aprendidas.

 

 

P22_ON :: Capital Natural

Esse edição da P22_ON traz uma mostra de como algumas empresas estão fazendo sua gestão a partir do capital natural apresentando 16 casos selecionados da chamada pública Gestão Empresarial de Capital Natural. A ação foi promovida pelo FGVces em parceria com o projeto TEEB Regional Local e a iniciativa empresarial Tendências em Serviços Ecossistêmicos (TeSE), com apoio da Fundação Grupo Boticário. O objetivo é apresentar as boas práticas empresariais para inspirar outras empresas.

 

 

Explorando conexões entre finanças corporativas e serviços ecossistêmicos: Estudos pilotos

Este estudo tem o objetivo de apresentar elementos para que tomadores de decisão do setor produtivo e financeiro possam considerar formal e explicitamente os riscos associados aos recursos naturais e serviços ecossistêmicos em processos de identificação, análise e avaliação de riscos.

 

 

Serviços Ecossistêmicos relacionados aos negócios - Ciclo 2017

Em 2017, nove novos casos empresariais de valoração econômica de serviços ecossistêmicos foram desenvolvidos e são descritos nesta publicação. Estes casos contribuem para a criação de um conjunto de referências de aplicação da valoração de serviços ecossistêmicos no âmbito empresarial e para o diagnóstico de oportunidades de melhoria das DEVESE e sua ferramenta de cálculo, ambos são compromissos da TeSE. Motivado pelos desafios e aprendizados dos casos desenvolvidos pelas empresas participantes da iniciativa, em 2017, foram produzidas duas Notas Técnicas, abordando a aplicação das DEVESE e sua ferramenta de cálculo para o serviço ecossistêmico de regulação do clima global e a aplicação das DEVESE e DESEC para hidrelétricas.

 

 

Caso empresarial de valoração não econômica de Serviços Ecossistêmicos Culturais

No início de 2017, as Diretrizes Empresariais para a Valoração não Econômica de Serviços Ecossistêmicos Culturais (DESEC) foram aplicadas em um projeto piloto de cerca de quatro meses de interação entre a equipe da TeSE, a empresa de ingredientes bioativos Assessa, a Comunidade fornecedora de matéria prima da Praia da Baleia em Itapipoca-CE e a equipe facilitadora da Ecotoré Serviços Socioambientais, apoiados pelo projeto TEEB R-L.

 

 

Serviços Ecossistêmicos relacionados aos negócios - Ciclo 2016

Em 2016, dez novos casos empresariais foram desenvolvidos, sendo oito casos de valoração de serviços ecossistêmicos e dois casos pilotos de gestão empresarial de serviços ecossistêmicos. Neste ciclo a TeSE trabalhou com as empresas membro da iniciativa o tema de gestão empresarial de serviços ecossistêmicos e, nesse contexto, orientou-se a análise dos resultados obtidos pelos projetos de valoração e sobre como utilizá-los para apoiar a tomada de decisão empresarial. Tais reflexões são descritas nos quadros de “análise dos resultados” e de “gestão dos serviços ecossistêmicos”.

 

 

Valoração Econômica de Serviços Ecossistêmicos Relacionados aos Negócios - 2015

Em 2015, dez novos casos empresariais de valoração de serviços ecossistêmicos foram desenvolvidos, sendo alguns deles a partir dos aprendizados anteriores, ampliando o escopo de 2014. Ainda, estes casos avançaram ao reportar seus resultados baseados nas Diretrizes Empresariais para Relato de Externalidades Ambientais (DEREA 1.0).

 

 

Diretrizes Empresariais para a Valoração Econômica de Serviços Ecossistêmicos de Provisão

Este documento visa complementar as Diretrizes Empresarias de Valoração Econômica de Serviços Ecossistêmicos (DEVESE) ao descrever um método geral de valoração de serviços ecossistêmicos de provisão que deve atender a grande parte destes serviços ecossistêmicos relevantes para a economia brasileira.

 

 

Desec 1.0

Estas Diretrizes Empresariais para a Valoração não Econômica de Serviços Ecossistêmicos Culturais (Desec) apresentam uma proposta para diagnóstico de serviços ecossistêmicos culturais (SEC) no território como apoio à tomada de decisão empresarial. O trabalho é resultado da atuação conjunta das iniciativas empresariais Tendências em Serviços Ecossistêmicos (TeSE) e Desenvolvimento Local e Grandes Empreendimentos (IDLocal) durante o ano de 2015, em parceria com empresas-membros, com o Projeto TEEB R-L e especialistas convidados.

 

 

Pilotos - TeSE 2014

Esta publicação traz um resumo dos resultados obtidos, até então, por meio de projetos piloto de aplicação das Diretrizes Empresariais para a Valoração Econômica de Serviços Ecossistêmicos (DEVESE), e sua respectiva ferramenta de cálculo – uma planilha excel de apoio à implementação das DEVESE.

 

 

Derea 1.0

As Diretrizes Empresariais para Relato de Externalidades Ambientais (Derea) tem por objetivo orientar o relato de externalidades ambientais relacionadas a serviços ecossistêmicos, sendo o passo seguinte à aplicação da Devese 2.0.

 

 

Devese 2.0

As Diretrizes Empresariais para a Valoração Econômica de Serviços Ecossistêmicos (Devese) tem por objetivo auxiliar na gestão empresarial para valoração de suas vulnerabilidades e impactos sobre o capital natural, em especial as externalidades. Esta publicação apresenta a segunda versão da Devese, com aprimoramento dos métodos já existentes e novos métodos, abordando oito serviços ecossistêmicos: provisão de água, provisão de biomassa combustível, regulação da qualidade da água, regulação da assimilação de efluentes líquidos, regulação do clima global, regulação de polinização, regulação da erosão do solo e recreação e turismo.