Workshop avança em definições para a plataforma do AdaptaClima

Encontros em São Paulo e Brasília reúnem atores-chave para definir espaço de governança da plataforma de conhecimento em adaptação à mudança do clima no Brasil 19/09/2017
COMPARTILHE

Mariana Nicolletti (GVces) durante apresentação no 4º Workshop AdaptaClima com Atores-Chave em São Paulo

Por Bruno Toledo (GVces)

O projeto AdaptaClima – Plataforma de Conhecimento em Adaptação à Mudança do Clima realizou o 4º workshop para atores-chave da iniciativa no começo de setembro. O evento se dividiu em dois momentos: o primeiro, no dia 01/9, aconteceu em São Paulo, com a participação de 20 representantes de empresas, organizações da sociedade civil e instituições de pesquisa; e o segundo, no dia 06/9 em Brasília, com a presença de 20 representantes do poder público da União, Estados e municípios, além de organizações de cooperação internacional.

O objetivo do 4º workshop da AdaptaClima foi definir a estrutura de governança futura da plataforma de conhecimento em adaptação, de modo a fortalecer a rede de atores envolvida na sua constituição e reforçar seus compromissos com a perenidade e missão da plataforma.

Para tanto, foi apresentada uma proposta de estrutura de governança baseada no trabalho com os atores-chave no workshop anterior, onde constam as áreas de operacionalização da plataforma (TI, gestão do conhecimento, articulação local, comunicação externa, gestão da plataforma), além das voltadas para sua gestão, como o comitê consultivo.

A partir da proposta apresentada, os atores-chave identificaram possíveis papeis que suas organizações poderão desempenhar dentro da plataforma desde sua operacionalização até pontos como financiamento, curadoria de conteúdo, mobilização, comunicação e divulgação, entre outros.

Dentre as definições feitas para a governança da plataforma, os participantes concordaram que o Ministério do Meio Ambiente (MMA) será o coordenador da AdaptaClima, com a atribuição de tomar decisões com o apoio de um comitê consultivo composto por especialistas diversos,.

A discussão sobre governança é crucial para que a plataforma AdaptaClima continue sendo funcional e relevante no futuro. O assunto naturalmente gerou um amplo debate, durante os encontros em São Paulo e Brasília, voltado para as condições de implementação e  os riscos para a perenidade do projeto. A mitigação destes riscos e o monitoramento da plataforma será imprescindível para o futuro da iniciativa, quando ela estiver no ar. Esta reflexão também deixou evidente a importância do engajamento dos atores-chave do projeto, que serão fundamentais para desenvolver e alimentar a ferramenta, além de expandir a rede e trazer cada vez mais atores para participar da AdaptaClima. Desde o início do projeto, em fevereiro de 2016, a construção da plataforma mobilizou 90 organizações brasileiras e britânicas.

4º Workshop AdaptaClima com Atores-Chave em São Paulo (Divulgação GVces)

Próximos passos - Definida a estrutura de governança da AdaptaClima, a próxima tarefa do grupo será desenhar os fluxos de informação e decisão para a governança, além da definição do conselho consultivo e das parcerias para a operacionalização da plataforma. Isto deverá ser feito durante o próximo encontro, em outubro, e conversas bilaterais até o final do ano.

O lançamento da Plataforma AdaptaClima está previsto para o final de 2017. Saiba mais sobre esta iniciativa e conheça o trabalho do GVces no tema de adaptação à mudança do clima.

Fotos: Roberta Boccalini/GVces