LCM 2017 – Gestão do ciclo de vida de produtos no centro da discussão empresarial

Congresso europeu de ACV destaca a importância do envolvimento das empresas no tema 27/10/2017
COMPARTILHE

Em setembro aconteceu em Luxemburgo a Conferência LCM – Life Cycle Management, que está atualmente em sua 8a edição. O congresso bianual tem como foco a gestão do ciclo de vida de produtos, dando ênfase às diversas aplicações da técnica de Avaliação de Ciclo de Vida (ACV). O tema de 2017 foi “Designing sustainable Technologies, products and policies: from science to innovation” e atraiu 718 pessoas, de 46 países diferentes. O evento tem grande inserção junto ao setor privado, contando com a participação e patrocínio de empresas e consultorias que apresentaram casos de sucesso, soluções, inovações e tecnologias relacionadas à redução dos impactos causados pelos mais diversos produtos.

A iniciativa do GVces, Ciclo de Vida Aplicado – CiViA, esteve representada no LCM 2017, onde diversos resultados foram apresentados. A equipe da CiViA submeteu 4 artigos, desenvolvidos em parceria com algumas empresas membro que desenvolveram projetos de pegada de carbono e/ou pegada hídrica nos últimos ciclos.  Um quinto artigo foi escrito pela equipe da CiViA sob a temática da comunicação de resultados da ACV. Todos os artigos foram aceitos e apresentados no evento, mostrando os avanços da ACV no Brasil, assim como os principais desafios das empresas no tema. A recente publicação da CiViA também foi distribuída na conferência, levando os diversos casos brasileiros para o conhecimento do público internacional.

Para Beatriz Kiss, gestora da CiViA, o LCM reforça o grande potencial da ACV e seu importante papel na gestão das companhias. “Ver CEOs de grandes multinacionais apresentarem resultados e modelos de negócio inovadores desenvolvidos a partir da gestão de ciclo de vida de seus produtos nos mostra que estamos no caminho certo. Certamente foi uma grande inspiração e queremos trazer para dentro da CiViA esta abordagem cada vez mais estratégica” – relata Beatriz.

Beatriz Kiss (GVces), Luciana Betiol (FGV) e Mônica Alcântara (Odebrecht Agroindustrial) no LCM 2017

Um dos trabalhos apresentados no congresso foi sobre a pegada de carbono do etanol, estudo desenvolvido pela Odebrecht Agroindustrial (membro da CiViA). Segundo Mônica Alcântara, Gerente de Sustentabilidade da empresa que esteve no evento, existe uma oportunidade para os produtos nacionais: “Ficou muito evidente que os produtos brasileiros e seus respectivos impactos precisam ser conhecidos para serem apresentados como boas alternativas. Precisamos reforçar juntos, empresas e academia, que as nossas soluções incorporam cada vez mais práticas diferenciadas para redução de emissões de GEE na cadeia, como é o caso do uso do etanol como insumo para biopolímeros para embalagens.”

Outros produtos brasileiros cujos estudos de ACV foram desenvolvidos no contexto da CiViA também foram apresentados no evento: a JBS apresentou os estudos de carbono e água feitos para as proteínas animais carne e frango. A COPEL contribuiu com a discussão do setor elétrico, apresentado os resultados da pegada de carbono de uma fazenda eólica.

Fernanda Bueno (Duratex) apresentando o pôster no LCM 2017Fernanda Bueno, Especialista de Sustentabilidade da Duratex, também esteve no LCM2017 para apresentar os resultados da ACV da torneira da Deca. Segundo ela, “foi uma oportunidade única para conhecer os trabalhos e melhores práticas que estão sendo desenvolvidas em ACV e rotulagem”. As reflexões e conhecimentos adquiridos no Congresso serviram de inspiração para a complementar as estratégias da empresa no que diz respeito à gestão do ciclo de vida de seu portfolio: “foi importante entender e compartilhar dentro de casa, como empresas globais estão fazendo essa gestão e como o life cycle thinking está fazendo parte do dia-a-dia delas” completa.

A próxima edição do LCM acontecerá em 2019 em Poznán, na Polônia.

Confira AQUI algumas fotos e vídeos do evento. Para conhecer melhor os trabalhos apresentados no LCM2017, acesse:

  • bit.ly/CIVIA09 - Carbon footprint assessment of a wind power plant in Brazil: enhancing product value and life cycle management at COPEL
  • bit.ly/CIVIA10 - Inclusion of LCA as a strategic theme in the Brazilian company Duratex
  • bit.ly/CIVIA11 - Life cycle assessment of animal protein produced in Brazil: impact of the carbon footprint in the value chain
  • bit.ly/CIVIA12 - Carbon and water footprint of hydrous ethanol from Brazilian sugarcane produced by Odebrecht Agroindustrial
  • bit.ly/CIVIA13 - Communicating LCA results in Brazil: case studies using the carbon and water footprint approaches